PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Seul gastou 261 dólares diários nas refeições de dirigentes norte-coreanos

22/02/2018 06h14

Seul, 22 Fev 2018 (AFP) - O governo sul-coreano gastou 261 dólares diários por pessoa para alimentar os altos dirigentes norte-coreanos que viajaram ao país para os Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang, incluindo a irmã do líder Kim Jong Un.

A viagem entre 9 e 11 de fevereiro custou ao governo de Seul o total de 240 milhões de wons (220.000 dólares), informou a agência Yonhap, que citou o ministério da Unificação.

A delegação norte-coreana incluiu Kim Yo Jong, irmão do líder do país, e Kim Yong Nam, que tem o cargo honorário de chefe de Estado do país.

Os gastos incluíram 130 milhões de wons para o alojamento em quartos de luxo em Seul e em Gangneung, 50 milhões de wons em transporte e outros 50 milhões em refeições.

O custo de alimentação por pessoa - oito refeições para cada delegado durante a viagem de dois dias e meio - foi de 284.000 wons por pessoa ao dia, ou seja, 261 dólares.

O menu no palácio presidencial de Seul, onde os representantes norte-coreanos foram recebidos pelo presidente Moon Jae-In incluiu badejo, o prato fermentado típico kimchi e soju destilado.

O jantar de despedida em Seul teve carne marinada.

Os Jogos Pyeongchang, na Coreia do Sul, representou uma oportunidade para a Coreia do Norte aproximar sua postura do país vizinho, depois de anos de tensão pelo avanço do programa militar de Pyongyang.

Internacional