PUBLICIDADE
Topo

Internacional

China evita perguntas sobre especulações de visita do líder norte-coreano a Pequim

27/03/2018 06h44

Pequim, 27 Mar 2018 (AFP) - O governo da China evitou nesta terça-feira as perguntas sobre os boatos de uma eventual visita a Pequim do dirigente norte-coreano Kim Jong Un ou de outra figura importante do regime de Pyongyang, mas afirmou que poderia divulgar informações.

"No momento, não estou a par da situação que você mencionou. Se nós tivermos informações, vamos publicá-las", afirmou a porta-voz do ministério das Relações Exteriores, Hua Chunying.

Vários meios de comunicação japoneses afirmaram que Kim chegou na segunda-feira a Pequim a bordo de um trem especial.

A agência de notícias japonesa Kyodo informou que um importante dirigente norte-coreano chegou na segunda-feira à tarde a Pequim no trem, mas não estava em condições de afirmar se a pessoa era Kim Jong Un.

Se a notícia for confirmada, esta seria a primeira visita de Kim Jong Un ao exterior desde que sucedeu o pai, Kim Jong Il, em 2011.

A Kyodo informou que o misterioso trem com uma grande autoridade norte-coreana partiu nesta terça-feira da estação de Pequim, o que parece confirmar a hipótese da viagem de Kim Jong Un.

O comboio especial era acompanhado por grandes medidas de segurança.

A China parecia deixada de lado pelo anúncio de uma reunião em breve entre Kim e o presidente americano Donald Trump, após meses de uma retórica belicosa entre Pyongyang e Washington.

Se a visita de Kim Jong Un a Pequim for confirmada, isto voltará a posicionar a China no centro do tabuleiro diplomático.

ehl-bar/jug/lch/erl/pa.zm

Internacional