PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Chefe da ONU pede ao Irã que ajude Hezbollah a abandonar armas no Líbano

23/05/2018 20h09

Nações Unidas, Estados Unidos, 23 Mai 2018 (AFP) - O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu ao Irã, sem nomeá-lo, que ajude o movimento armado Hezbollah a se converter em uma frente política civil única, dadas as suas capacidades militares preocupantes para o Líbano, segundo informe.

"Exorto os países da região que mantém estreita relações com Hezbollah a promover a transformação do grupo armado em um partido político civil", afirmou o documento apresentado recentemente ao Conselho de Segurança e obtido nesta quarta-feira (23) pela AFP.

Isso é "do maior interesse do Líbano e da paz e segurança regionais", acrescentou.

António Guterres não mencionou o Irã, mas o país é o principal apoio do Hezbollah.

Inimigo de Israel, o Hezbollah xiita é o principal movimento armado libanês e uma força política que ganhou, junto a partidos aliados, as últimas eleições legislativas no Líbano, em 6 de maio deste ano.

Classificado como "grupo terrorista" pelos Estados Unidos, o movimento patrocinado por Teerã é a única facção que não se desarmou no Líbano depois da guerra civil de 1975-90 e aumentou sua influência regional nos últimos anos.

"A manutenção de capacidades militares significativas e sofisticadas pelo Hezbollah fora do controle do governo libanês segue sendo motivo de grave preocupação", disse o chefe da ONU.

Internacional