PUBLICIDADE
Topo

Tailândia tenta instalar linha direta em caverna para meninos presos falarem com familiares

05/07/2018 19h33

Grupos de resgate na Tailândia trabalham para colocar em funcionamento uma linha telefônica na caverna onde estão os 12 meninos e seu treinador.

O objetivo é que os adolescentes falem com seus familiares. O grupo está preso há 12 dias no local.

Os mergulhadores afirmam que a caverna é bastante desafiadora e que não há visibilidade, o que representa um desafio a mais.

Além disso, a chuva pode dificultar o resgate. A previsão é que volte a chover na sexta-feira (6). Existe o risco de que as tempestades inundem a caverna. 

“Temos que avaliar tudo no momento. Temos que ver o que as condições trazem, o nível da água dentro da caverna e quais opções estão disponíveis para nós", diz o mergulhador da Polícia Federal Australiana Matt Fitzgerald, que auxilia nos trabalhos de resgate. 

Os socorristas tentam reduzir o nível da água de forma suficiente para que as crianças não precisem mergulhar ou que tenham que mergulhar por pouco tempo para sair de lá. 

Segundo a CNN, dois dos garotos e o técnico estão fracos demais para saírem do local. Eles sofrem de exaustão provocada pela desnutrição. 

O grupo desapareceu no sábado (23) e só foi encontrado por mergulhadores na segunda (2) em um trecho de difícil acesso da caverna.