PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Justiça italiana investiga ministro do Interior por migrantes retidos

25/08/2018 17h55

Roma, 25 Ago 2018 (AFP) - A Justiça italiana abriu uma investigação contra o ministro italiano do Interior, Matteo Salvini, por "sequestro de pessoas, detenções ilegais e abuso de poder" no caso de migrantes retidos a bordo da embarcação "Diciotti", noticiou neste sábado (25) a imprensa italiana.

Seu chefe de gabinete está envolvido na mesma investigação iniciada pela promotoria de Agrigento, na Sicília, mas que agora será acompanhada pelo "tribunal de ministros" de Palermo, capital da ilha do sul italiano, segundo a mesma fonte.

A decisão ocorre após um interrogatório de dois altos funcionários do ministério do Interior, realizado no sábado, em Roma, por Luigi Patronaggio, procurador da promotoria de Agrigento.

A promotoria de Agrigento abriu a primeira investigação sobre o caso para tentar compreender como se deram as instruções e saber quem deu a ordem de proibir o desembarque dos migrantes.

"Eles (os magistrados) podem me deter, mas não a vontade de 60 milhões de italianos", a maioria dos quais parece favorável à sua política, afirmou durante uma reunião no norte da Itália.

Internacional