PUBLICIDADE
Topo

Tufão Trami deixa 75 feridos no Japão e afeta os transportes

30/09/2018 11h39

Kagoshima, Japão, 30 Set 2018 (AFP) - O tufão Trami atingiu neste domingo a principal ilha do Japão, Honshu, depois de deixar 75 feridos no arquipélago, o que obrigou uma interrupção dos transportes e a emissão de alertas para fortes ventos, chuvas torrenciais, deslizamentos de terra e inundações.

A tempestade atingiu a cidade de Tanabe, sul de Osaka, durante a noite.

O tufão, com ventos de até 216 km/h, deve avançar pelo arquipélago e perder força, mas provocando condições climáticas extremas até segunda-feira, de acordo com as autoridades.

Setenta e cinco pessoas sofreram ferimentos leves - principalmente cortes por vidros quebrados - e uma mulher foi declarada desaparecida na região de Miyazaki.

As autoridades divulgaram alertas de retirada não obrigatória para 1,5 milhão de moradores de todo país, informou o canal público NHK. Quase 500.000 casas em Kyushu e Okinawa estavam sem energia elétrica.

A circulação dos trens de alta velocidade foi suspensa na região oeste do país e quase 1.000 voos foram cancelados após o fechamento do aeroporto de Kansai, perto de Osaka.

Como o tufão seguia em direção leste, as autoridades do sistema ferroviário tomaram a incomum decisão de cancelar os serviços de trens vespertinos em Tóquio, uma das redes mais movimentadas do mundo.