PUBLICIDADE
Topo

FBI diz que 'é cedo para falar sobre motivações' de suspeito de envio de explosivos

26/10/2018 16h29

Washington, 26 Out 2018 (AFP) - O chefe do FBI estimou nesta sexta-feira (26) durante uma coletiva de imprensa que "é muito cedo para falar das motivações" do suspeito preso na investigação do envio de pacotes com explosivos para personalidades democratas.

Muitos meios de comunicação americanos exibiram imagens de seu veículo, apreendido pelas autoridades, cheios de adesivos do presidente Donald Trump.

Um total de 13 artefatos explosivos foram enviados por correio a diferentes pessoas nos Estados Unidos, informou Christopher Wray, acrescentando que os dispositivos incluíam um tubo plástico, um pequeno relógio, uma bateria e fio.

Wray alertou que "pode haver" mais pacotes depois de anunciar a prisão do suspeito César Sayoc, de 56 anos, e morador da Flórida.