PUBLICIDADE
Topo

Dinamarca acusa o Irã de ter preparado atentado em seu território

30/10/2018 12h16

Copenhaga, 30 Out 2018 (AFP) - O serviço de inteligência dinamarquês acusou nesta terça-feira Teerã de ter preparado um "ataque" contra três de seus cidadãos residentes no país escandinavo, em represália a um ataque cometido no Irã em setembro.

"Foi uma operação da inteligência iraniana, que estava preparando um ataque na Dinamarca" contra três iranianos suspeitos de pertencer ao movimento árabe de luta pela libertação de Ahvaz, explicou em coletiva de imprensa o chefe do serviço de inteligência dinamarquês (PET), Finn Borch Andersen.

O norueguês de origem iraniana foi preso em 21 de outubro - na Suécia, de acordo com o serviço secreto sueco - suspeito de ter preparado o ataque e de fugir como um espião para o Irã.

No final de setembro, Teerã acusou a Dinamarca, Holanda e Reino Unido de "acolher certos membros do grupo terrorista" que, segundo o Irã, foi responsável por um atentado mortal em Ahvaz no mês passado.

Em 22 de setembro, 24 pessoas foram mortas por um comando de cinco pessoas que abriu fogo durante um desfile militar em Ahvaz, capital da província iraniana de maioria árabe do Khuzestan.

O ataque foi reivindicado pelo Estado Islâmico e por um grupo separatista árabe.

A operação de Teerã é "completamente inaceitável", afirmou no Twitter o ministro das Relações Exteriores dinamarquês, Anders Samuelsen. O embaixador do Irã em Copenhague foi convocado pelo ministério.

cbw/gab/es/mb/mr/cc

Twitter