PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Deputados italianos convocados a votar orçamento in extremis

29/12/2018 11h09

Roma, 29 dez 2018 (AFP) - Os deputados italianos estão se preparando para votar neste sábado à noite, em um ambiente agitado, a confiança no governo e o orçamento de 2019, o primeiro do executivo populista, revisado e corrigido depois de uma longa negociação com Bruxelas.

O texto é o resultado de um acordo negociado com a Comissão Europeia, que rejeitou a versão inicial pela primeira vez na história da União Europeia (UE).

Pouco antes do Natal, ele já foi adotado pelo Senado.

O governo de união entre o Movimento 5 Estrelas (M5E, anti-sistema) e a Liga (extrema direita), no poder desde 1º de junho, teve que limitar uma parte de suas principais medidas para manter o déficit público em 2,04. % do Produto Interno Bruto (PIB), contra os 2,4% iniciais. A previsão de crescimento para 2019 foi reduzida para 1%, em vez de 1,5%.

A Itália deve conter a sua dívida pública, que excede 130% do seu PIB, para evitar uma sanção dos mercados financeiros e um processo por infração da UE.

fcc/ljm/hh/bc/me/cn

Internacional