PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Equador autoriza três novos voos da Venezuela para repatriar 270 migrantes

26/01/2019 16h29

Quito, 26 Jan 2019 (AFP) - O Equador autorizou três novos voos do governo da Venezuela para o retorno voluntário de 270 migrantes desse país, neste sábado (26), após receber informes técnicos sobre a segurança das aeronaves - informou o Ministério equatoriano das Relações Exteriores.

"A Direção Geral de Aviação Civil concedeu, esta manhã, a permissão correspondente com base nos informes técnicos em relação às aeronaves que ingressarão, os seguros aéreos, manutenção e permissões de operação aérea em geral", afirmou a pasta em um comunicado.

Um feminicídio envolvendo um venezuelano deflagrou uma onda de xenofobia no Equador na semana passada, motivo pelo qual a embaixada da Venezuela coordenou voos adicionais para os migrantes desse país que desejassem voltar para casa, no âmbito do plano Volta para a Pátria, promovido pelo governo do presidente Nicolás Maduro.

Os três voos previstos para este sábado para a Venezuela, da capital equatoriana, somam-se a outros três que saíram na quarta-feira de Quito e de Guayaquil (sudoeste).

Horas antes, a embaixada da Venezuela no Equador havia indicado em sua conta no Twitter que Quito "obstaculiza" os voos, ao não lhes conceder as permissões. A missão diplomática não explicou o motivo pelo qual a autorização teria sido negada.

Já a Chancelaria equatoriana rejeitou "os pronunciamentos e especulações de má-fé que foram divulgadas sobre uma suposta perseguição a venezuelanos".

Concentrados no parque La Carolina, no norte de Quito, os 270 migrantes venezuelanos aguardam a chegada dos aviões que vão levá-los de volta para Caracas.

As autoridades equatorianas estimam que, hoje, cerca de 240.000 venezuelanos vivam no país. De acordo com a Chancelaria, foram concedidos 97.000 vistos para pessoas dessa nacionalidade.

pld/mls/tt

Internacional