PUBLICIDADE
Topo

Cuba suspende desfile do Dia do Trabalho por covid-19

1º.mai.2016 - Cubanos exibem imagens do ex-presidente Fidel Castro e do atual presidente, Raul Castro, durante o desfile do Dia do Trabalho em Havana, Cuba. Os sindicalistas do país manifestaram apego "irrenunciável" aos ideais da Revolução de 1959 apesar do novo cenário após o restabelecimento das relações com os Estados Unidos - Adalberto Roque/AFP
1º.mai.2016 - Cubanos exibem imagens do ex-presidente Fidel Castro e do atual presidente, Raul Castro, durante o desfile do Dia do Trabalho em Havana, Cuba. Os sindicalistas do país manifestaram apego "irrenunciável" aos ideais da Revolução de 1959 apesar do novo cenário após o restabelecimento das relações com os Estados Unidos Imagem: Adalberto Roque/AFP

31/03/2020 23h39

Havana, 1 Abr 2020 (AFP) - Cuba anunciou nesta terça-feira a suspensão do desfile de 1º de maio, que ocorre todos os anos na Praça da Revolução, em Havana, como medida preventiva diante da pandemia da Covid-19.

"A decisão foi tomada no gabinete político, presidido pelo general Raúl Castro como primeiro secretário do Comitê Central do Partido (Comunista Cubano), de suspender o desfile em 1º de maio", disse o presidente Miguel Díaz-Canel durante uma reunião com seus ministros, transmitida na TV estatal.

Desde o triunfo da revolução cubana em 1959, o desfile do Dia do Trabalho em Cuba se tornou uma das maiores atividades do governo socialista, onde, segundo as autoridades, mais de 1 milhão de pessoas se reúnem na capital.

A última vez que esse evento foi suspenso ocorreu em 1994 e 1995, quando Cuba estava enfrentando uma grave crise econômica que foi chamada de "período especial", após a queda da União Soviética.

Até o momento, Cuba apresenta 186 casos confirmados do novo coronavírus, com 6 mortes.

mav/yow/lca

Notícias