PUBLICIDADE
Topo

Senado dos EUA decide seguir julgamento contra Trump sem convocar testemunhas

Plenário do Senado dos EUA durante julgamento de impeachment do presidente Donald Trump - Handout .
Plenário do Senado dos EUA durante julgamento de impeachment do presidente Donald Trump Imagem: Handout .

13/02/2021 15h51

Resumo da notícia

  • Antes, andamento do julgamento ficou incerto ao Senado aprovar participação de testemunha
  • Mas democratas chegaram a acordo com defesa de Trump para admitir como evidência apenas declaração da congressista republicana
  • Decisão evita atraso que ameaçava estender o processo por dias ou até semanas

O Senado concordou neste sábado (13) em prosseguir com o julgamento do ex-presidente Donald Trump, sem chamar testemunhas, evitando um atraso que ameaçava estender o processo por dias ou até semanas.

Os democratas que atuam como promotores chegaram a um acordo com a defesa de Trump para admitir como evidência uma declaração da congressista republicana Jamie Herrera Beutler sobre um telefonema entre o líder da minoria na Câmara, Kevin McCarthy, e Trump no dia da invasão ao Capitólio.

Este acordo abriu caminho para o início das argumentações de encerramento do julgamento e para a votação sobre se Trump é o responsável pelas acusações de "incitamento à insurreição", o que poderia levar o julgamento de impeachment a terminar neste sábado.