PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Lituânia alega que foi alvo de ciberataque, 'provavelmente' russo

27/06/2022 14h13

Vilnius, 27 Jun 2022 (AFP) - A Lituânia disse nesta segunda-feira (27) que foi alvo de um ciberataque "intenso", em meio às ameaças da Rússia ao país báltico, que impôs restrições ao trânsito para o exclave russo de Kaliningrado.

Segundo Jonas Skardinskas, diretor do Centro Nacional de Cibersegurança, os ataques, que "provavelmente" se originaram na Rússia, foram "contidos".

O ataque foi direcionado a sites de instituições e empresas públicas e provocou a paralisação dos serviços fiscais e a interrupção da emissão de passaportes, indicou o Centro Nacional de Cibersegurança em comunicado.

"É muito provável que, nos próximos dias, continuem os ataques de intensidade similar ou superior, especialmente nos setores do transporte, a energia e as finanças", declarou Jonas Skardinskas, diretor do centro.

O grupo de hackers russo Killnet reivindicou a autoria do ataque de tipo DDoS, que consiste em atingir um sistema de computadores inundando-o com mensagens e solicitações de conexão para causar uma negação de serviço.

Em uma mensagem, o grupo disse que era uma reação à proibição da Lituânia do trânsito de certos produtos russos a Kaliningrado, uma medida tomada pela Lituânia no início de junho como parte das sanções da UE contra Moscou impostas após a invasão russa da Ucrânia.

saj-sw/pc/mb/rpr