Topo

Conteúdo publicado há
10 meses

Investigadores encontram 'elementos' que podem estar ligados ao caso Madeleine McCann em Portugal

Reserva na Barragem do Arade tornou-se ponto de busca para a polícia após fotos de principal suspeito do desaparecimento de Madeleine no local serem encontradas - Reprodução e REUTERS/Luis Ferreira
Reserva na Barragem do Arade tornou-se ponto de busca para a polícia após fotos de principal suspeito do desaparecimento de Madeleine no local serem encontradas Imagem: Reprodução e REUTERS/Luis Ferreira

01/06/2023 06h55

Investigadores encontraram alguns "elementos" durante as buscas iniciadas em maio sobre o desaparecimento da menina britânica Madeleine McCann em Portugal em 2007, mas ainda não se sabe se estão ligados ao caso, informou a Promotoria alemã em Brunswick nesta quinta-feira (1º).

"Alguns itens foram apreendidos como parte desta operação. Eles serão analisados nos próximos dias e semanas", afirmou a Promotoria em comunicado, acrescentando que "ainda é muito cedo" para determinar se eles estão relacionados ao caso.

"Maddie" McCann desapareceu pouco antes de completar quatro anos, em 3 de maio de 2007, em um balneário da Praia da Luz, no Algarve, sul de Portugal, onde passava férias com a família.

Seu desaparecimento deu origem a uma campanha excepcional de busca, em que as fotos da menina, de olhos claros e cabelos castanhos, deram a volta ao mundo.

A investigação ficou paralisada por anos antes que as autoridades tomassem conhecimento do alemão Christian B., um homem que morava na época a poucos quilômetros do hotel.

"A investigação sobre o suspeito de 46 anos de Brunswick provavelmente continuará por muito tempo", alertou a Promotoria.

As autoridades portuguesas iniciaram, no final de maio, novas buscas junto a um reservatório em Silves, localidade do Algarve, a pedido da Alemanha.

Segundo a imprensa portuguesa, os investigadores recolheram amostras do solo durante as buscas, assim como vários pedaços de pano encontrados no local.

A polícia já tinha revistado a área em 2008, que fica a quase 50 km do local onde 'Maddie' desapareceu, mas os mergulhadores só encontraram restos de animais no reservatório.

Christian B., um pedófilo reincidente, é o principal suspeito no caso desde 2020 e cumpre pena de sete anos de prisão na Alemanha pelo estupro de uma americana de 72 anos.

A mídia local destacou que o suspeito costumava frequentar aquele local, que ele teria descrito como seu "pequeno paraíso".

mat/clp/ia/sag/zm/aa

© Agence France-Presse