PUBLICIDADE
Topo

Autoridades procuram segundo suspeito de envolvimento na explosão no metrô de Br

24/03/2016 09h19

Bélgica faz um minuto de silêncio para lembrar as vítimas do atentado de ontem no aeroporto da capital e em uma estação de metrô de Bruxelas que deixaram 30 mortos e mais de 200 feridosEtienne Ansotte/Agência Lusa

As autoridades belgas procuram um segundo suspeito de envolvimento na explosão do metrô de Maelbeek, em Bruxelas, na terça-feira (22). Está confirmada a atuação de um homem-bomba no atentado, informa a agência France Presse (AFP).

Equipes de emergência socorrem feridos em frente à estação Maelbeek do metrô, em Bruxelas. Explosões fizeram o governo fechar todos os serviços de metrô da cidade. Outras explosões no aeroporto da capital deixa

Equipes de emergência socorrem feridos em frente à estação Maelbeek do metrô, em BruxelasAgência Lusa

A polícia belga está à procura de um homem que aparece nas imagens captadas por vídeos de vigilância na Estação de Maelbeek, ao lado do homem-bomba Khalid El Bakraui, confirmaram as autoridades à AFP.

Um homem transportando um grande saco foi visto ao lado do terrorista conversando com ele, mas não entrou no veículo onde o suicida acionou a bomba que levava, causando a morte de cerca de 20 pessoas.

A cidade de Bruxelas, capital da Bélgica e sede da União Europeia e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), foi atingida por dois atentados na terça-feira, com duas explosões no aeroporto de Zaventem e uma na Estação de Maelbeek, do metrô, que deixaram pelo menos 31 mortos e 300 feridos, de acordo com o último balanço.

Os atentados foram reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico, em comunicado em que ameaçou os países que combatem os jihadistas com ataques "mais duros e mais amargos".