Milhares de turcos vão às ruas de Istambul em defesa da democracia

Da Agência Brasil*

Milhares de pessoas se reuniram hoje (24) na praça Taksim, em Istambul, maior cidade da Turquia, para "defender a democracia" no país. Desde o fracassado golpe de Estado contra o governo de Recep Tayyip Erdogan, em 15 de julho, muitas liberdades individuais dos turcos foram suspensas e milhares de pessoas foram detidas.

Apesar do caráter contestatório, já que foi organizada pelo partido opositor a Erdogan, o CHP, a manifestação foi autorizada pelas autoridades de Ancara, capital turca, que até enviaram representantes para a praça.

Até este domingo, 13.165 pessoas já foram presas por uma suposta ligação com a tentativa de golpe. De acordo com o mandatário, destas mais de 13 mil pessoas, 8.838 são militares (incluindo 123 generais e almirantes), 2.101 são juízes, 1.485 são policiais, 52 são autoridades administrativas e 689 são civis.

Entre esses, está a prisão do considerado "braço direito" do imã Fethullah Gulen, Halis Hanci. Erdogan acusa Gulen, de quem já foi aliado, de estar por trás da tentativa de golpe. O religioso, no entanto, está morando nos Estados Unidos

* Com informações da Agência Ansa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos