Juiz decreta toque de recolher em 3 cidades do PR após morte de cabo eleitoral

Daniel Isaia - Correspondente da Agência Brasil

Moradores de três cidades paranaenses estão proibidos de sair de casa entre as 22h e as 5h até domingo (2). O toque de recolher foi determinado pelo juiz eleitoral da comarca de Cantagalo, Brian Frank, depois que um cabo eleitoral foi assassinado no município.

Além de Cantagalo, a medida vale para as cidades vizinhas Goioxim e Virmond, todas na região central do Paraná. Quem descumprir o toque de recolher está sujeito à detenção de até um ano e pagamento de multa.

No despacho, o juiz Brian Frank justificou a decisão na "obrigação do Poder Público de garantir a segurança da população". O texto afirma ainda que "o uso de bebidas alcoólicas altera os ânimos e dá margem a desentendimentos". Por isso, estabelecimentos comerciais que vendem esses produtos estão proibidos de abrir durante o toque de recolher.

O crime

O homem assassinado tinha 56 anos e era cabo eleitoral do candidato a prefeito Jair Rocha. Segundo testemunhas, ele foi morto a tiros por um homem em uma motocicleta, no final da tarde de ontem (29).

A Polícia Civil de Cantagalo investiga se o assassinato teve motivação política. O autor do crime ainda não foi preso, mas as autoridades já têm um suspeito.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos