PUBLICIDADE
Topo

Sobe para 28 mil total de vítimas do terremoto na Itália

Da Agência Ansa

31/10/2016 07h36

Terremoto destruiu casas, museus, igrejas e carros na ItáliaClaudio Accogli/EPA/Agência Lusa Subiu para 28 mil o número de pessoas que necessitam de assistência pública em razão do forte terremoto que atingiu ontem (30) a Itália. As informações são da agência Ansa. A pequena cidade de Norcia, que conta com pouco mais de 4,6 mil habitantes, tem três mil moradores desabrigados, segundo informou o comissário extraordinário para a Reconstrução, Vasco Errani. O terremoto de 6,5 graus na escala Richter - ocorrido na região central da Itália - foi o mais forte registrado no país desde 1980, quando um violento tremor atingiu a cidade de Irpínia. Naquele ano, mais de 280 mil pessoas ficaram desabrigadas e mais de 2,9 mil morreram. Tragédia muda visual da Itália Os constantes terremotos - que nesta última semana de outubro estão deixando um rastro de destruição e de desespero - mudaram o visual da região central da Itália, de uma boa parte dos Apeninos. E, momentaneamente, estão cancelando os itinerários turísticos conhecidos além das fronteiras italianas: a dramática foto da Basílica de São Benedito, em Norcia, caída e destruída rodou o mundo, tomando espaço em inúmeros sites de notícias internacionais. O bairro Castelluccio de Norcia, famoso no mundo todo pelas lentilhas e procurado por estrangeiros para saltos de asa delta e de parapente, foi praticamente ao chão. "Mudou para sempre o panorama daquela zona aos pés do Monte Vettore", disse uma das testemunhas que viram o terremoto destruir tudo.