Queima de fogos no Rio será menor, mas terá "muita beleza", diz secretário

Vinicius Lisboa - Repórter da Agência Brasil

A queima de fogos do Réveillon de Copacabana este ano vai durar 12 minutos, quatro a menos do que em 2015. Além disso, 6 toneladas de explosivos foram cortadas. Apesar da redução, o secretário de Turismo do Rio de Janeiro, Antonio Pedro Figueira de Mello, disse que a festa não será mais modesta do que no ano passado.

"Doze minutos só, não. São 12 minutos. É a mesma quantidade de Sidney [na Austrália]", disse o secretário. "Não adianta a gente ter uma minutagem grande e pouca quantidade. A gente tem uma grande quantidade de explosivos e, principalmente, com muita beleza, muita novidade."

O secretário explicou que houve menos recursos de patrocinadores privados neste ano e pediu que as empresas não desistam da festa. "O réveillon carioca é acima de tudo geração de emprego e renda".

Autoridades vistoriam as balsas que serão utilizadas para a queima de fogos no réveillon de Copacabana Tomaz Silva/Agência Brasil

Figueira de Mello participou hoje da vistoria das 11 balsas que levarão os explosivos para a orla de Copacabana. As balsas estão atracadas na Ilha do Governador, zona norte da cidade, e foram inspecionadas pela Polícia Civil, pelo Corpo de Bombeiros e pela Marinha.

As 18 toneladas de fogos somam 21 mil bombas, que formarão desenhos no céu de Copacabana como flores, palmeiras e corações. O espetáculo é assinado pela empresa Pirotecnia Igual Brasil, e os explosivos foram importados da Espanha.

"Vários lugares do mundo soltam. Vários lugares do mundo nesse momento tem shows. Mas ninguém tem o que Copacabana tem. Temos esse público maravilhoso, 2 milhões de pessoas. Turistas, cariocas e pessoas que amam a cidade do Rio de Janeiro", destacou o secretário.

Seis lanchas e oito rebocadores devem acompanhar as balsas até a praia, trajeto que começará a ser percorrido à 0h do dia 31.

Isolamento

O capitão de mar e guerra Sergio Salgueirinho, capitão dos Portos do Rio de Janeiro, participou da vistoria e também deu recomendações de segurança para quem acompanhar o espetáculo em barcos.

As 19 balsas que serão usadas nas festas de Copacabana, Flamengo e Icaraí terão um isolamento de 450 metros de raio. Os passageiros de barcos devem se atentar a condições de segurança, como a habilitação dos pilotos e a presença de coletes salva-vidas.

"Os condutores não podem ingerir bebida alcóolica e os passageiros devem cobrar."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos