Justiça pede prisão de Gegê do Mangue, membro do PCC

Elaine Patricia Cruz - Repórter da Agência Brasil

Atendendo a um pedido do Ministério Público, a Justiça de São Paulo decretou hoje (21) a prisão preventiva de Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, considerado o terceiro na hierarquia do Primeiro Comando da Capital (PCC).

Gegê do Mangue é acusado de ordenar, de dentro do presídio, o assassinato de duas pessoas no bairro Rio Pequeno, na região oeste da capital paulista, em 2004. O objetivo desses assassinatos, segundo o Ministério Público, era vingar a morte de traficantes ligados ao PCC.

Ontem (20), Gegê do Mangue deveria ter sido julgado pelos crimes, mas não compareceu à audiência no Fórum Criminal da Barra Funda.

Libertado há 20 dias por um outro crime, o seu paradeiro atual é desconhecido. Oficiais de Justiça tentaram, por duas vezes, notificá-lo sobre a audiência de ontem, mas ele não foi localizado no endereço que forneceu assim que deixou a cadeia.

Os advogados de Gegê do Mangue deixaram o caso antes da audiência e o passaram para outro defensor, que ontem disse que não poderia interceder por seu cliente alegando desconhecimento dos autos. Uma nova audiência foi marcada para o dia 3 de abril.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos