Força de Intervenção Penitenciária ficará mais 30 dias no Rio Grande do Norte

Hanna Bárbara*

O Ministério da Justiça e Segurança Pública autorizou a permanência da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária por mais 30 dias no Rio Grande do Norte. A força-tarefa está no estado desde janeiro deste ano, para auxiliar os agentes penitenciários na retomada do controle da Penitenciária Estadual de Alcaçuz que viveu uma rebelição no dia 14 de janeiro.

Segundo portaria publicada hoje (23), no Diário Oficial da União, o número de profissionais obedecerá ao planejamento definido pelas autoridades estaduais.

No dia 14 de janeiro, a Penitenciária Estadual de Alcaçuz foi palco de uma rebelião, com detentos armados de paus, pedras e facas, além de bandeiras com as siglas de facções criminosas. Ao menos 26 presos foram assassinados brutalmente. Nos dias que se seguiram, presos de facções rivais voltaram a se enfrentar, e a situação só foi contida depois da construção de um muro de contêineres dentro do presídio. O governo do estado anunciou a intenção de fechar o presídio e transferir os detentos para outros estabelecimentos. 

 

*A matéria foi corrigida às 12h01. Diferentemente do publicado, a autorização de prorrogação foi dada à Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária, e não à Força Nacional.

*Estagiária sob supervisão de Lílian Beraldo

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos