Clima familiar e de boa vizinhança marca o desfile do bloco Urubó em São Paulo

Camila Boehm - Repórter da Agência Brasil

Desfile do bloco Urubó, que resgata as marchinhas de carnaval, no Largo da Matriz de Nossa Senhora do ÓRovena Rosa/Agência Brasil

O bloco carnavalesco Urubó desfilou em clima familiar e de boa vizinhança, das 10h às 15h de hoje (26), pelas ruas da Freguesia do Ó, um dos bairros mais antigos da capital paulista, com 436 anos, na zona norte da cidade. A concentração ocorreu no Largo da Matriz de Nossa Senhora do Ó, e o bloco percorreu as ruas do entorno, levando 6 mil pessoas para a folia, segundo os organizadores.

Na companhia das três filhas pequenas, do marido e outros familiares, Camila Batista, 27 anos, destacou o ambiente familiar. "O Urubó é um carnaval em família, tem marchinhas de antigamente. As crianças gostam e curtem bastante. Como não curto o carnaval de escola de samba, a gente vem para a rua para as crianças aproveitarem um pouquinho", disse. Ela mora no bairro e contou que muitos dos foliões também são da vizinhança. "A gente mora aqui na Freguesia. [Os foliões] são do bairro, é tudo conhecido".

O bloco reuniu cerca de 2,5 mil pessoas no desfile de ontem e ainda vai fazer parte da folia de terça-feira (28), no mesmo local e horário. Idealizado por jovens moradores da região em 2010, o bloco faz uma mistura dos tradicionais carnavais de marchinhas e de músicas dos anos 80 e 90, tendo como referências Vando, Beto Barbosa, Gilberto Gil, Gal Costa e Luiz Caldas.

Rafael Canuto, organizador e um dos fundadores do Urubó, disse que a intenção "era fazer um carnaval que não existia no bairro, que existia em outros lugares, mas aqui não existia". Segundo ele, a importância do bloco é não só criar algo inédito para a região, mas contribuir para a história do bairro. "A gente percebe que o bairro precisa", explicou.

A Freguesia do Ó, que ainda guarda características do século passado, como árvores centenárias, construções antigas e o próprio Largo da Matriz, atraiu famílias inteiras e moradores da região para um carnaval mais tranquilo e tradicional, uma alternativa ao agito das ruas do centro da cidade e de bairros como Vila Madalena e Pinheiros.

Ana Carolina Ferro, 24 anos, curtia o Urubó com sua família - irmãos, tios, primos e sobrinhos. "É muito gostoso vir pra cá. É um lugar que a gente já conhece. Frequento há alguns anos [o bloco]. Sei que é tranquilo, que não tem briga, não tem confusão. Então é muito melhor", contou.

Acompanhado da esposa, Andreia, e da filha de 4 anos, Leandro Silva, 31 anos, preferiu a zona norte à região central da cidade. "Na região aqui, um dos melhores lugares para passar o carnaval é o Largo da Matriz", disse. Ontem (25), a família foi para a folia do Largo de Pinheiros, mas disseram que, com criança pequena, a melhor opção é o Urubó.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos