ONG diz que 36 presos políticos já foram libertados na Venezuela

Da Agência EFE

A ONG Fórum Penal Venezuelano informou hoje (24) que 36 presos políticos já foram libertados após a recomendação feita ontem (23) pela Comissão da Verdade, órgão criado pela Assembleia Nacional Constituinte, de libertar mais de 80 detidos durante os protestos de 2014 e 2017. As informações são da Agência EFE.

"Foram libertados os jovens Carlos J Velasco e Carlos Pereira. São 36 presos políticos libertados entre ontem e hoje, mas é preciso ressaltar que outros dois foram presos em Mérida. Não há libertações em Mérida", afirmou em sua conta no Twitter o diretor da organização, Alfredo Romero.

O procurador-geral, Tareq Saab, tinha informado ontem que estava em trâmite a medida de libertação para 69 processados.

Outro dos responsáveis da ONG, Gonzalo Himiob, acrescentou que, entre as 36 libertações confirmadas, há "15 com alvarás de soltura e uma sem processo judicial (não tinha sido apresentado)".

Presidente da Assembleia Nacional Constituinte (ANC), órgão plenipotenciário composto somente por governistas e não reconhecido pela oposição, Delcy Rodríguez, declarou neste sábado que a Comissão da Verdade, também liderada por ela, recomendou à Justiça medidas substitutivas para mais de 80 presos.

A libertação de todos os presos políticos é uma das exigências da oposição nos diálogos que o governo e os antichavistas mantêm na República Dominicana, de modo a buscar uma solução para a crise que a Venezuela vive há meses.

A previsão é que os diálogos sejam retomados em janeiro. 

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos