PUBLICIDADE
Topo

Chuva provoca alagamentos em bairros do Rio de Janeiro

Cristina Índio do Brasil - Repórter da Agência Brasil

26/01/2018 21h08

A chuva de hoje (26) na cidade do Rio provocou alagamentos em vias de diferentes bairros. Entre 19h30 e 19h45 choveu nos bairros de Madureira e de Piedade, na zona norte; em Bangu, na zona oeste; e na Estrada Grajaú/Jacarepaguá. O alagamento de muitas vias provocou engarrafamento no trânsito. Os motoristas enfrentaram congestionamentos em acessos à Ponte Rio Niterói e retenção no Viaduto do Gasômetro e no Trevo das Forças Armadas, na zona norte. O Centro de Operações da Prefeitura do Rio informou que um sistema de baixa pressão vai influenciar o clima da cidade nas próximas horas e manter as condições para a ocorrência de pancadas de chuva em pontos isolados, com intensidade entre fraca e moderada, ocasionalmente forte. Durante a noite, a previsão é de ventos moderados, mas, na madrugada de sábado (27), devem ocorrer ventos fracos a moderados e chuva fraca a moderada, em pontos isolados. Para a manhã de sábado, a possibilidade de chuva se reduz, mas a partir da tarde áreas de instabilidade devem influenciar o tempo, podendo causar pancadas de chuva com intensidade entre fraca e moderada, em pontos isolados. O Sistema Alerta Rio informa que pode ocorrer chuva moderada nos bairros da Saúde, na região portuária, além de São Cristóvão, Méier e Piedade, na região norte. Ainda de acordo com o Alerta Rio, a chuva se desloca em direção à Baixada Fluminense. Ressaca no Sul e Sudeste Segundo o Climatempo, o mar ficará agitado, durante o fim de semana, nas praias na Região Sul e em grande parte do Sudeste do Brasil. Segundo os meteorologistas, a agitação começou hoje (26) e deve continuar até a tarde de domingo (28) e a altura das ondas diminuirá à noite. O alerta de ressaca feito pela Marinha do Brasil vale para várias áreas de faixa litorânea do Rio Grande do Sul ao Norte do Rio de Janeiro. Para amanhã (27), a previsão é de mar agitado em todo o litoral da Região Sul, de São Paulo e do Rio de Janeiro, entre Paraty e Cabo Frio. As ondas devem ficar entre 2 metros e 2,5 metros. À noite, o litoral gaúcho pode ter ondas com picos de até 3 metros. O maior risco de ressaca é entre o litoral norte do Rio Grande do Sul e o sul de Santa Catarina e entre o litoral norte de São Paulo e a região dos Lagos, no Rio de Janeiro. Já no Espírito Santo, a altura máxima das ondas esperada é de até 1 metro. No domingo a previsão de mar agitado continua nas duas regiões com ondas de 2 metros podendo chegar a 2,5 metros, no Rio Grande do Sul, no litoral norte de São Paulo e no litoral do Rio de Janeiro. O maior risco de ressaca, no entanto, é entre o litoral norte de São Paulo e a região dos Lagos, no Rio de Janeiro. Influência da lua Conforme o Climatempo, a mudança da lua - que está em fase crescente e passará a cheia na quarta-feira (31) - colabora para a elevação da maré até o começo da próxima semana. A lua cheia será uma blue moon, termo que designa a segunda Lua cheia de um mesmo mês. A primeira Lua cheia de janeiro foi no dia 1º. Além disso, haverá um eclipse lunar no dia 31, mas o fenômeno não será visível no Brasil porque ocorrerá quando aqui será dia. "Apenas pequenas áreas no extremo oeste do Amazonas e o Acre, nas fronteiras com Peru e Colômbia, estarão na faixa em que poderão ver um eclipse penumbral", informou o Climatempo.