Policiais civis do DF vão fazer greve por 72 horas a partir desta quarta-feira

Maiana Diniz - Repórter da Agência Brasil

Os policiais civis do Distrito Federal (DF) decidiram hoje (20), em assembleia geral extraordinária, entrar em greve por 72 horas a partir das 8h desta quarta-feira (21). Durante a paralisação, todas as delegacias do DF só vão registrar flagrantes e ocorrências de crimes graves, como homicídio, latrocínio e estupro. A greve está prevista para acabar às 8h de sábado (24).

De acordo com o do Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol-DF), a decisão dos policiais é um protesto contra a "intransigência do governo Rollemberg em avançar nas negociações salariais". Eles alegam que o governo do Distrito Federal está se negando a apresentar proposta de recomposição de perdas acumuladas que já chegam a 50% dos salários.

Para a próxima segunda-feira (26) está marcada uma nova assembleia, na Praça do Buriti, também com indicativo de greve.

Procurada, a Secretaria da Casa Civil, Relações Institucionais e Sociais do DF disse que tem mantido diálogo com as categorias e que conta com 32 mesas permanentes de negociação, mas que depende de resposta do governo federal para avançar nas negociações com os policiais civis.

"Em dezembro, o governo se reuniu com o ministro do Planejamento com o intuito de buscar alternativas para viabilizar a reabertura das negociações com a Polícia Civil. Neste momento, o governo aguarda uma resposta do governo federal para avançar no diálogo com a categoria. Vale destacar ainda que não é possível arcar com novos reajustes sem uma nova fonte contínua de receitas", informa a nota.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos