Oposição proporá a Dilma fazer defesa pessoalmente na comissão do impeachment

Brasília - Partidos de oposição estão neste momento na fila para protocolar ainda nesta quinta, 17, uma série de requerimentos para a comissão especial do impeachment que será instalada esta noite.

O Solidariedade vai propor um convite para que a presidente Dilma Rousseff vá se defender pessoalmente na Câmara e outro requerimento para convocar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O pacote de requerimentos inclui também convites para oitiva do delegado-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, o ministro relator da Lava Jato Teori Zawascki e o procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Também integram o pacote proposto pelos deputados Fernando Francischini (SD-PR) e Paulinho Força (SD-SP) os convites para ouvir o juiz federal Sergio Moro, o procurador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, e o delegado que cuida das investigações em Curitiba, Igor Romário.

Os parlamentares também querem chamar os autores do pedido de impeachment da presidente Dilma, os juristas Hélio Bicudo, Janaína Paschoal e Miguel Reali Jr, além de líderes de movimentos pró-impeachment. O protocolo será aberto a partir da instalação da comissão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos