Matarazzo formaliza entrada no PSD de Kassab

De São Paulo

  • Adriano Vizoni/Folhapress

    O vereador Andrea Matarazzo

    O vereador Andrea Matarazzo

O vereador Andrea Matarazzo formalizou nesta quarta-feira (30) sua entrada no PSD, partido do ministro de Cidades, Gilberto Kassab.

Em entrevista coletiva, cercado de lideranças locais da sigla, Matarazzo disse que já esteve junto do PSD, na gestão municipal de Serra/Kassab, que no seu entender foi a melhor gestão da Prefeitura de São Paulo.

"Me disponho a colocar São Paulo no rumo", disse o vereador, depois de citar dados e números dos avanços da gestão Serra/Kassab, sobretudo na área social.

O presidente do PSD, ministro Gilberto Kassab, não compareceu ao evento que marcou a entrada do vereador na nova sigla porque estava em Brasília, em evento do Minha Casa, Minha Vida, com a presidente Dilma Rousseff.

Em entrevista coletiva, Matarazzo disse que vai continuar participando dos protestos contra o governo Dilma. "Não há mais governo, o impeachment da Dilma é uma realidade e há a expectativa de que Kassab esteja saindo do ministério."

Questionado se tinha conversado com Kassab sobre essa possibilidade, Matarazzo tergiversou e disse que ele não lhe deu essa garantia. Os dois, segundo o vereador, não conversaram a esse respeito. "Meu foco não é nacional, o meu foco é contribuir com São Paulo."

Saída do PSDB

No último dia 18, Matarazzo anunciara a sua desfiliação do PSDB, partido do qual era filiado desde 1993.

Ele disputava as prévias da legenda para ser candidato a prefeito de São Paulo, mas saiu após o Diretório Estadual do PSDB reverter o adiamento do segundo turno das prévias, deixando o caminho livre para o empresário João Doria Jr.

Matarazzo deixou o PSDB acusando o governador Geraldo Alckmin (PSDB) de ter utilizado a máquina pública para promover a pré-candidatura de João Doria. Segundo Matarazzo, o uso da máquina ocorreu por meio da pressão política exercida pelos secretários da administração estadual. "Não tem porque eu legitimar uma fraude."

Matarazzo, que era líder do PSDB na Câmara, também fez duras críticas a João Doria. "O outro candidato trata nossa militância como senhor feudal. Ele é uma piada pronta."

Nas últimas eleições municipais, Matarazzo recebeu 137 mil votos e foi o vereador mais votado do PSDB em todo o país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos