Taxistas protestam na Prefeitura de SP contra liberação da Uber

Em São Paulou

  • Márcio Fernandes/ Estadão Conteúdo

Um grupo de 50 taxistas bloqueia os acessos à Prefeitura de São Paulo como protesto contra liberação do aplicativo Uber. Pelo WhatsApp, estão convocando colegas a participar do protesto.

O número de manifestantes ainda é pequeno. São cerca de 50 pessoas que bloquearam, com os carros, o acesso à Rua Doutor Falcão Filho. À pé, fora do carro, impedem também o trânsito pela Rua Líbero Badaró e pelo Viaduto do Chá, enquanto xingam o prefeito Fernando Haddad (PT) em coro. Deste local, é possível ouvir motoristas presos no trânsito buzinando.

Presente no protesto, o vereador Adilson Amadeu (PTB) disse que o decreto, que ele ainda não havia lido, "detonava" a categoria. "O prefeito está passando por cima da Câmara", declarou.

Ao elaborar o decreto, Haddad se baseou em uma liminar da Justiça que atribuiu ao poder Executivo a autoridade de regulamentar o tema.

Nenhum taxista manifestante quis falar com a reportagem. Pelos celulares, convocaram colegas a parar outras ruas da cidade. Motoboys que tentavam, desmontados da moto, furar o bloqueio, foram cercados pelos manifestantes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos