Lewandowski retoma sessão e Regina Sousa é 22ª senadora a discursar

Brasília - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, retomou nesta noite a sessão que discute o processo de impeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff.

Com a reabertura da sessão, a senadora Regina Sousa (PT-PI) é a 22ª a se pronunciar. São 66 inscritos e todos os parlamentares até o momento utilizaram os 10 minutos concedidos por Lewandowski. Até o momento, 11 senadores se manifestaram a favor do impeachment, e 9 contra. Dois não declararam o seu voto.

A previsão do presidente é de que essa fase seja encerrada às 2h30 e que a votação aconteça só amanhã de manhã.

A senadora Regina Sousa afirmou que o Brasil e o mundo assistem hoje ao último capítulo "de uma trama bem armada". Ao defender a presidente afastada, a senadora afirmou que hoje estão em julgamento os benefícios ao povo pobre. "A disputa aqui é entre Bolsa Família e Bolsa de Valores", disse.

Atendimento médico

O deputado Adilson Sachetti (PSB-MT) passou mal durante a sessão e o serviço médico do Senado foi acionado. De cadeira de roda, o deputado foi retirado do plenário.

O senador Ronaldo Caiado e líder do DEM (GO), que é médico, ajudou o parlamentar. Segundo Caiado, Sachetti acha que teve uma labirintite, mas ele acredita que é glicemia. "Ele vai fazer a dosagem agora e um eletrocardiograma".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos