Cientista acha cauda de dinossauro com penas

São Paulo - Cientistas descobriram parte da cauda de um dinossauro com penas que foi preservada em âmbar por cerca de 99 milhões de anos, conforme estudo publicado anteontem na revista Current Biology. Uma dos autores do estudo, Lida Xing, da Universidade de Geociências da China, encontrou o fóssil do dinossauro emplumado em um mercado de âmbar em Mianmar em 2015. A plumagem possivelmente ajudava em rituais de acasalamento ou para regular a temperatura, mas o animal não podia voar. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos