PUBLICIDADE
Topo

Nove pessoas são mortas em chacina em Natal

17.jan.2017 - A crise de segurança pública se agravou na região desde a rebelião no presídio de Alcaçuz. Depois de um mês, as autoridades ainda não sabem quantos detentos fugiram ou morreram - Avener Prado/Folhapress
17.jan.2017 - A crise de segurança pública se agravou na região desde a rebelião no presídio de Alcaçuz. Depois de um mês, as autoridades ainda não sabem quantos detentos fugiram ou morreram Imagem: Avener Prado/Folhapress

Em Natal

21/02/2017 13h34

Pelo menos nove pessoas foram assassinadas durante a madrugada desta terça-feira, 21, em Ceará-Mirim, na região metropolitana de Natal. As identidades das vítimas da chacina e o motivo das execuções ainda não foram confirmados pela Polícia Civil, que atua na busca dos corpos em quatro distritos rurais da capital do Rio Grande do Norte.

Na Comunidade Baixa do Rato, três casas foram invadidas e cinco pessoas mortas, três delas da mesma família. Duas mulheres que estavam na residência, de acordo com a Polícia Civil, receberam ordens para deixar o imóvel antes dos assassinatos. Elas serão ouvidas pelos agentes de investigação do caso.

A chacina em Ceará-Mirim aconteceu após a execução de um sargento da Polícia Militar. No início da noite desta segunda-feira, 20, Jackson Sidney Botelho Matos, de 42 anos, foi morto com tiros pelas costas. A Polícia Civil ainda não definiu uma linha de investigação e não relacionou a chacina à morte do sargento da Polícia Militar.