Manifestantes estão autorizados a ocupar Praça dos Três Poderes em protesto

Carla Araújo e Leonencio Nossa

Brasília

O sistema de segurança da capital federal, formado pelas Forças Armadas e pelas polícias, mantém, até agora, a decisão de permitir que a manifestação desta quarta-feira, 24, contra o presidente Michel Temer, ocupe a Praça dos Três Poderes, área que, no processo de impeachment de Dilma Rousseff, no ano passado, ficou fechada nos dias mais críticos dos protestos. O público poderá ficar a cerca de 50 metros do Palácio do Planalto, separado por uma pista e dois lances de grades da praça.

Por volta das 11h30, cerca de 200 homens do Batalhão da Guarda Presidencial (BGP) estavam próximos da rampa e do espelho d'água do Palácio, munidos de escudos e cães adestrados. Um grupo de 50 seguranças da Presidência também está na guarita de entrada. Por enquanto, os batalhões da Polícia Militar do Distrito Federal se posicionam nos gramados em volta dos prédios do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal, também localizados na praça.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos