Lula diz que investigações contra ele estão destruindo o País

Marcelo Osakabe

São Paulo, 20 (AE)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a defender sua inocência, na noite desta quinta-feira, 20, e desafiou os investigadores da Lava Jato a encontrarem provas concretas de atos de corrupção praticados por ele. "Eu gostaria que o Ministério Público da Lava Jato, a Polícia Federal, se tiverem alguma prova que o Lula recebeu cinco centavos, por favor, me desmoralizem", desafiou o petista em discurso de 30 minutos durante o ato em seu apoio na Avenida Paulista, em São Paulo. "O que não pode é, para tentar me prejudicar, destruir esse País."

Para Lula, seus adversários estão usando diferentes métodos para tirá-lo do cenário político. "Como não conseguem me vencer na política, querem me derrotar com processo. É todo dia um processo, todo dia um depoimento, um inquérito", reclamou. "Nenhum deles é mais honesto que eu neste País."

O ex-presidente afirmou ainda que a honestidade é um valor que aprendeu em casa e contou um episódio de sua infância. Ele disse que pensou em roubar uma maçã certa vez, mas não o fez para não envergonhar a mãe, Dona Lindu. "Se eu não tive coragem de envergonhar a minha mãe, eu não vou ter de envergonhar oito netos e agora uma bisneta."

Para Lula, os ataques sucessivos à sua figura, ao PT e à esquerda mostram que seus inimigos estão sem saber o que fazer. "Já foram 500 tiros, (enquanto) um tiro de garrucha matou a revoada de tucanos que existia nesse país", ironizou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos