Julgamento de Lula no Twitter é tema de 133,5 mil posts até 10h

Caio Rinaldi

O julgamento do recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), condenado em primeira instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, recebeu 133,5 mil menções no Twitter entre a meia-noite e as 10 horas da manhã desta quarta-feira, 24, mostra levantamento elaborado pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas (Dapp) da Fundação Getúlio Vargas (FGV). O estudo é divulgado com exclusividade pelo Estadão/Broadcast. Na terça, 23, as postagens sobre o tema chegaram à marca de 307,6 mil, superando o volume de 225,6 mil menções registradas na segunda-feira, 22.

Em comparação à semana passada, quando o número mínimo de postagens foi de 97,4 mil no dia 16 e o número máximo chegou a 117,9 mil no dia 19, os dados reforçam a avaliação de que o julgamento tem crescido no interesse dos usuários do microblog. Na manhã desta quarta, o link do julgamento no canal de Youtube do TRF-4 foi compartilhado em 1,6 mil postagens (0,8% do total). Já na terça, 23, 1% das postagens compartilhou links relacionados a artigo do jornal The New York Times sobre o julgamento do ex-presidente. Esta foi a publicação de imprensa mais compartilhada sobre o assunto no País.

As menções diretas ao ex-presidente Lula ocorreram em 79% dos tuítes desta quarta-feira, 24, no Brasil, o que corresponde a 105,6 mil. Com volume relevante, ainda que muito inferior às citações a Lula, aparecem o juiz federal Sérgio Moro (4,2 mil) e a ex-presidente Dilma Rousseff (4,1 mil).

Os políticos da família Bolsonaro receberam menções em 3,2 mil publicações, "sobretudo a partir de um tuíte feito pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (filho do presidenciável Jair Bolsonaro) com críticas à desarticulação da direita sobre a definição de uma candidatura para as eleições presidenciais", releva a FGV.

POLARIZAÇÃO

Nesta quarta-feira, aponta o Dapp, o debate está mais concentrado nas manifestações a favor e contrárias a Lula. "O julgamento, em específico, é abordado em 51,2 mil postagens (38,3%), com predomínio de questionamentos, de um lado, sobre as razões políticas que levaram à condenação de Lula, com uso da hashtag #cadeaprova; e, de outro, de críticas às acusações de parcialidade pelo Judiciário brasileiro, com argumentos associados aos autos do processo e à premissa de que o ex-presidente está sendo julgado como outros atores políticos do País."

Entre os críticos ao ex-presidente, os perfis com maior volume de retuítes até as 10 horas desta quarta-feira foram o perfil de humor @jqteixeira e da blogueira do jornal O Estado de S. Paulo Ana Paula Henkel (@anapaulavolei). Já entre os perfis favoráveis a Lula, os destaques ficam justamente com a conta oficial do ex-mandatário, @LulapeloBrasil, e com a página do Partido dos Trabalhadores, @ptbrasil.

O levantamento verificou que, nesta quarta-feira, a hashtag #cadeiasemlulaefraude despontou como a mais usada no debate. "Até as 10 horas desta quarta, #condenaTRF4 foi citada em 9,5 mil postagens, frente a 22,1 mil citações à hashtag #cadeiasemlulaefraude", relata o Dapp da FGV. Por outro lado, as duas principais hashtags em apoio a Lula foram #EleiçãoSemLulaÉFraude e #cadeaprova, com 12,3 mil e 7,4 mil publicações no Twitter, respectivamente.

Em números absolutos, São Paulo (27%), Rio de Janeiro (16%) e Rio Grande do Sul (11%) concentram as menções ao julgamento. Ainda assim, proporcionalmente, Estados do Nordeste - Rio Grande do Norte (14,3%); Sergipe (13,7%); Bahia (11,3%) - são os que mais abordam o tema, aponta a FGV.

Trending topic mundial

Já figurando entre os assuntos mais comentados no mundo desde o início do dia no Twitter, a hashtag TRF-4, ocupa, no início da tarde desta quarta-feira, o primeiro lugar no trending topics mundial. A hashtag refere-se ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, que julga, em segunda instância, a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do triplex do Guarujá.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos