Manifestantes vaiam Moro e pedem 'iluminação' ao relator do caso de Lula no TRF-4

Gilberto Amendola, enviado especial

Porto Alegre

Manifestantes reunidos em ato pró Lula em frente ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) de Porto Alegre vaiam o juiz federal Sérgio Moro, que condenou o ex-presidente no caso que ficou conhecido como tríplex do Guarujá. Eles também pedem "iluminação" ao desembargador Gebran Neto, que é o relator do processo no tribunal de 2ª instância - e que, pela manhã, estava lendo seu voto.

As vaias a Moro e o apelo ao desembargador ocorreram logo depois que os manifestantes receberam um informe do que está acontecendo dentro do tribunal. O ato ocorre em um acampamento onde estão concentrados simpatizantes petistas que se deslocaram ao Rio Grande do Sul para acompanhar o julgamento.

Durante o evento, são intercaladas falas de parlamentares favoráveis à absolvição de Lula e apresentações de músicos. Já falaram em favor de Lula o deputado Luiz Carlos Caetano, do PT da Bahia, e a deputada Jandira Feghali, do PCdoB do Rio de Janeiro.

O acampamento reúne pessoas de todo o Brasil e até simpatizantes de outros países da América Latina. Segundo o PT do Rio Grande do Sul, há 30 mil pessoas na vigília. A polícia não fez estimativas. (Gilberto Amendola, enviado especial)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos