PUBLICIDADE
Topo

Alckmin promete dar independência às agências reguladoras caso seja eleito

Eduardo Laguna

São Paulo

23/04/2018 18h08

Pré-candidato à Presidência da República pelo PSDB, o ex-governador Geraldo Alckmin, após defender uma agenda de privatizações para o País, prometeu dar independência às agências reguladoras caso seja eleito. "Se for presidente, partido político fica a mil quilômetros de distância da agência de regulação", disse Alckmin em reunião na tarde desta segunda-feira, 23, na FecomercioSP, entidade que representa as empresas dos setores de comércio e serviços de São Paulo.

Ele defendeu durante o evento que os diretores das agências tenham mandatos que possam superar os mandatos de presidentes, de forma a dar segurança jurídica às empresas. Ao elencar as reformas necessárias para o País, Alckmin citou a reforma do Estado, o que inclui a privatização de estatais para, junto com outras ações, fazer com que os gastos do governo caibam no orçamento.

Depois de dizer que a privatização da Cesp será feita nos próximos 90 dias, ele comentou que o sucesso das parcerias público-privadas depende do marco regulatório. "Tanto faz quem vai tocar a hidrelétrica. O que vale é o marco que vai regrar durante 30 anos a concessão", disse Alckmin, que também preside o PSDB. "Com boas agências de regulação e bom marco regulador, podemos dar um salto", acrescentou.