Aeroporto de Brasília recebe 24 caminhões com querosene

Sandra Manfrini

Brasília

O Aeroporto de Brasília recebeu, por volta das 14h30, mais 24 caminhões-tanque com 1,3 milhão de litros de querosene de aviação. Somado aos 60 mil litros do combustível que tinham chegado mais cedo ao terminal, a expectativa da Inframerica, concessionária que administra o aeroporto, é que o nível dos reservatórios chegue a 55%.

Os caminhões-tanque foram escoltados pelo Exército e forças federais desde Betim (MG) até Brasília. Segundo a Inframerica, esse abastecimento garante um dia de operação contingenciada. "A sustentabilidade da operação somente será possível caso o transporte do suprimento até o terminal seja contínuo", diz em nota a concessionária, que lembra ainda que o combustível antes de ser usado para abastecimento das aeronaves passará por análises de teste de qualidade do insumo. Após os testes, o querosene ainda passará por um período de decantação para somente então estar apto para abastecimento. Esse processo deve levar algumas horas.

"Até a regularização das entregas diárias realizadas pelos caminhões de combustíveis, a situação do Aeroporto de Brasília continuará sendo de atenção. A concessionária tem contado com o apoio das companhias aéreas para manter as operações com menores intercorrências. Muitas aeronaves que chegam à capital possuem capacidade para decolar sem abastecer, o que tem estendido a durabilidade dos nossos estoques de combustível", diz a Inframerica.

Desde sexta-feira, 25, a falta de combustíveis provocou o cancelamento de 146 voos, entre pousos e decolagens.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos