Motoristas furam blitze da Lei Seca e causam acidentes graves envolvendo PMs no Rio

Fábio Grellet

São Paulo

  • Uanderson Fernandes / Agência O Globo

    Motorista fura blitz da Lei Seca no bairro de São Conrado, zona sul do Rio de Janeiro, atropela um policial militar, bate em outro veículo e capota

    Motorista fura blitz da Lei Seca no bairro de São Conrado, zona sul do Rio de Janeiro, atropela um policial militar, bate em outro veículo e capota

Uma mulher morreu e um policial militar teve uma perna amputada em dois acidentes provocados por pessoas que furaram blitze da Lei Seca no estado do Rio, na noite de sexta-feira (6).

Em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, o cabo da PM Carlos Eduardo Guimarães Teixeira transitava com sua caminhonete S-10 pela rua Lampadosa, no bairro Vila Nova, quando recebeu a ordem de parar em uma blitz. Ele decidiu fugir e acabou batendo em uma moto que transportava duas pessoas. Uma mulher morreu no local. A outra pessoa se feriu e foi levada para o Hospital Geral de Nova Iguaçu, conhecido como Hospital da Posse. Até a manhã deste sábado (7) não havia informações sobre o estado de saúde desse ferido e o nome das vítimas não havia sido divulgado.

O PM, que trabalha na UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) Coroa/Fallet/Fogueteiro, no centro do Rio, foi preso em Mesquita, município vizinho. A Corregedoria da Polícia foi acionada. Até a manhã deste sábado não havia informações sobre a razão que levou o policial a ignorar a blitz.

Perna amputada

Em São Conrado, na zona sul do Rio, um homem que dirigia uma caminhonete Mitsubishi L-200 de cor prata trafegava pela autoestrada Lagoa-Barra quando foi orientado pelo sargento Marcio Luiz Marmelo do Vale a parar em uma blitz da Lei Seca. Ele não obedeceu e atropelou o PM, que teve que amputar uma perna.

O motorista ainda bateu em um Ford Ecosport vermelho dirigido pelo motorista de van Jurandir Antônio da Silva, de 66 anos, e capotou. Silva sofreu apenas escoriações. O motorista causador do acidente também se feriu.

Todos foram conduzidos ao Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea (zona sul), onde o sargento foi operado e amputou a perna. Silva foi medicado e liberado, e o motorista que tentava fugir da blitze foi internado sob custódia, já que está preso em flagrante. Ele aparentava estar embriagado. Seu nome não havia sido divulgado até hoje de manhã.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos