PUBLICIDADE
Topo

Política

Decisão do MDB sobre candidatura no Senado deverá ser tomada na quinta, diz Jucá

Renan Truffi

Brasília

29/01/2019 16h19

O presidente do MDB, Romero Jucá (RR), disse nesta terça-feira, 29, que o MDB deverá decidir somente na quinta, 31, quem será o candidato do partido na disputa pela Presidência do Senado. Os debates começaram hoje, na liderança do MDB na Casa, e a bancada terá de deliberar se prefere Simone Tebet (MDB-MS) ou Renan Calheiros (MDB-AL), os dois nomes colocados.

"O MDB deverá definir seu candidato na quinta-feira. Não deveremos definir hoje um nome como candidato à presidência do Senado. É uma primeira reunião preparatória", disse ao chegar para o encontro. Questionado sobre como o partido fará no caso de divisão na bancada, Jucá admitiu a possibilidade dos membros do partido resolverem o impasse no voto. "Voto sempre é uma possibilidade, mas vamos primeiro conversar", complementou.

Apesar das discussões, Renan ainda não assume ser candidato oficialmente. A medida é uma estratégia para evitar ficar em evidência e atrair movimentos contrários à sua candidatura, já que ele é considerado um nome hostil ao governo de Jair Bolsonaro. Questionado sobre essa "tática", Jucá disse que isso não é novidade nas candidaturas de Renan.

"Cada um tem a estratégia que quer. O Renan já usou dessa estratégia em outras eleições, não tem nada de novo. Agora é um direito dele. A bancada vai receber dele oficialmente a posição de que é candidato ou não. Não atrapalha, cada um se manifesta e se move da maneira que entende", afirmou.

Política