Topo

Baixa umidade causa alerta em São Paulo

12.set.2019 - Pedestre usa sombrinha para se proteger do sol forte na Avenida Brigadeiro Faria Lima, na capital paulista - TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO CONTEÚDO
12.set.2019 - Pedestre usa sombrinha para se proteger do sol forte na Avenida Brigadeiro Faria Lima, na capital paulista Imagem: TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO CONTEÚDO

Rodrigo Sampaio, especial para o Estado

São Paulo

19/09/2019 07h28

A cidade de São Paulo entrou nesta quarta-feira (18) em estado de atenção por baixa umidade do ar. De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura, os índices de umidade ficaram abaixo dos 30%, com temperatura máxima de 34°C entre 11h e 14h.

Segundo o Climatempo, uma névoa seca se formou na capital. A situação deve se repetir nos próximos dias, com melhora prevista apenas para o fim de semana, quando uma frente fria chega à cidade.

O tempo quente e seco traz riscos à saúde. "Há acúmulo de ar quente, o que impede a circulação do ar. A poluição aumenta", diz Paulo Saldiva, especialista em poluição da Universidade de São Paulo (USP). "É como andar em estrada de terra. Mecanismos de limpeza dos pulmões ficam menos eficientes."

Ele alerta para os riscos de problemas vasculares. "Como você perde água, o sangue se concentra e o coração tem de trabalhar mais. Por isso aumentam casos de AVC e enfarte."

As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Mais Cotidiano