Topo

Justiça decreta prisão preventiva de motorista sem CNH que matou motociclista

O motociclista - o empresário e produtor audiovisual Leandro Caproni, de 27 anos - morreu no local - Reprodução/Facebook/Leandro Caproni
O motociclista - o empresário e produtor audiovisual Leandro Caproni, de 27 anos - morreu no local Imagem: Reprodução/Facebook/Leandro Caproni

Felipe Laurence, especial para o Estado

23/10/2019 21h31

O Tribunal de Justiça de São Paulo decretou na tarde de hoje a prisão preventiva de Gustavo Amaro Silva, de 18 anos, que atropelou e matou o produtor audiovisual Leandro Caproni na Avenida Alcântara Machado, conhecida como Radial Leste, na noite da última terça-feira, 22, ao dirigir veículo sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A decisão ocorreu em audiência de custódia realizada no Fórum da Barra Funda, na zona oeste da capital e Silva admitiu que estava acima da velocidade permitida na hora do acidente.

O delegado responsável pelo caso, no 8ª Distrito Policial (Brás/Belém) havia decretado a prisão em flagrante por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, mas na decisão da audiência de custódia o juiz entendeu melhor enquadrar o crime como dolo eventual, quando se assume o risco de causar o dano. Por ser crime hediondo, é inafiançável e Silva terá que responder ao processo na prisão.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP) do Estado de São Paulo, ele foi preso dirigindo uma BMW XI. O veículo foi apreendido para perícia.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informou que o acidente aconteceu no sentido bairro da Radial, próximo ao cruzamento com a Rua Wandenkolk, na Mooca, zona leste de São Paulo, por volta das 22h30 da terça-feira.

O motorista da BMW teria completado 18 anos neste mês e estaria dirigindo o carro de seu pai. Testemunhas informaram que Silva conduzia o automóvel em alta velocidade em direção ao centro quando perdeu o controle, invadiu o canteiro central, derrubou uma árvore e colidiu contra outros dois veículos e uma motocicleta na pista contrária.

O Corpo de Bombeiros enviou quatro viaturas ao local. Os condutores dos outros dois carros sofreram ferimentos leves e recusaram o atendimento. O motociclista - o empresário e produtor audiovisual Leandro Caproni, de 27 anos - morreu no local.

Cotidiano