PUBLICIDADE
Topo

Aulas não podem ser retomadas sem prévia autorização do governo de SP, diz Doria

João Doria, governador de São Paulo (PSDB) - Rodrigo Paiva/Getty Images
João Doria, governador de São Paulo (PSDB) Imagem: Rodrigo Paiva/Getty Images

Pedro Caramuru, Gregory Prudenciano e Elizabeth Lopes

São Paulo

03/04/2020 15h07

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que "as aulas não podem ser retomadas sem prévia e expressa autorização do governo de São Paulo". Por causa da crise causada pela pandemia do novo coronavírus, Doria afirmou que "neste momento a quarentena impede a realização de aulas seja no campo público ou no campo privado em todos os níveis de educação".

A orientação de isolamento foi emitida no dia 21 de março e, no momento de sua decretação, teria validade por 15 dias, podendo o prazo ser estendido.

"Se alguma escola privada comunicou ou orientou seus alunos, professores e colaboradores para voltarem às aulas no dia 6, errou. Ela deve aguardar orientação do governo do Estado", disse o governador durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

Hoje, o governo do estado também comunicou que a rede pública de ensino deverá adotar uma ferramenta de educação à distância, cedida pela empresa Google, para 3,5 milhões de alunos para uso durante a crise do novo coronavírus e além.

Coronavírus