PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
3 meses

Mourão defende democracia e direitos humanos em cúpula do Prosul

Mourão foi escalado para o evento na última segunda, após o presidente Jair Bolsonaro desistir da viagem para acompanhar a missa de sétimo dia de sua mãe - Reprodução
Mourão foi escalado para o evento na última segunda, após o presidente Jair Bolsonaro desistir da viagem para acompanhar a missa de sétimo dia de sua mãe Imagem: Reprodução

Eduardo Gayer

Brasília

27/01/2022 18h42

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, defendeu a democracia e os direitos humanos durante sua participação no Fórum para o Progresso e Desenvolvimento da América do Sul (Prosul). A cúpula aconteceu nesta quinta-feira, 27, em Cartagena das Índias, Colômbia.

Mourão foi escalado para o evento na última segunda-feira, após o presidente da República, Jair Bolsonaro, desistir da viagem para acompanhar a missa de sétimo dia de sua mãe, Olinda Bolsonaro. A cerimônia religiosa aconteceu nesta quinta de manhã em Brasília.

"O Prosul foi idealizado em torno de valores fundamentais como a defesa da democracia, do estado de direito e dos direitos humanos. Temos que velar por esses valores comuns. E não podemos nos furtar, quando necessário, a dizer o que precisa ser dito e alertar sobre os riscos para a preservação das instituições democráticas em nossa região", afirmou o general, em seu discurso.

O vice-presidente ainda chamou a superação da pandemia de covid-19 como "desafio incontornável da região", mas se mostrou otimista. "Em 2022, apesar do aumento recente de casos, estou convencido de que não enfrentaremos dificuldades comparáveis às que nos afligiram nestes dois últimos anos. Com o avanço da vacinação, que no Brasil já alcança mais de 80% do público-alvo com a imunização completa, estamos melhor preparados", acrescentou.

Política