PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Câmara retira urgência de projeto que libera venda de remédios sem prescrição fora de farmácias

O projeto é apoiado pelo setor supermercadista e criticado com veemência pelos representantes de farmácias e drogarias - Freepik.com
O projeto é apoiado pelo setor supermercadista e criticado com veemência pelos representantes de farmácias e drogarias Imagem: Freepik.com

Talita Nascimento

Em São Paulo

03/08/2022 16h58Atualizada em 03/08/2022 17h15

Foi rejeitado no período da tarde desta quarta-feira, 3, na Câmara dos Deputados o requerimento de urgência para a votação do Projeto de Lei (PL 1774/19), que prevê a liberação da comercialização de Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs) em outros estabelecimentos além das farmácias.

O projeto, apoiado pelo setor supermercadista e criticado com veemência pelos representantes de farmácias e drogarias, teve a urgência rejeitada por 222 deputados.

Eram necessários 257 votos para o caráter de urgência ser aprovado, mas apenas 225 deputados votaram sim.

Com a negativa, o PL segue em tramitação normal na Câmara.

Saúde