Em 1ª viagem como chanceler,Serra tenta aproximação de Macri

BUENOS AIRES, 24 MAI (ANSA) - Em sua primeira viagem internacional como chanceler, José Serra se encontrou com o presidente argentino, Mauricio Macri, e sua homóloga argentina Susana Malcorra, em Buenos Aires, na última segunda-feira, dia 23. Assim como a primeira visita de Macri após ser eleito foi ao Brasil, Serra escolheu o país vizinho como destino para destacar a importância da parceria entre as nações.   

Além disso, Macri foi o primeiro líder da região a apoiar o governo interino de Michel Temer, enquanto diversas nações, como a Venezuela, se colocaram contra o afastamento de Dilma Rousseff do Poder. Serra foi recebido na Argentina com manifestações de aliados à ex-presidente Cristina Kirchner, muito próxima de Dilma.   

Temer - Segundo o jornal local "La Nacion", a visita serviu como "um sinal de apoio da Argentina à nova administração de Michel Temer".   

Macri não fez declarações sobre o encontro, apenas publicou imagens nas redes sociais. Malcorra, por sua vez, defendeu que não existe nenhuma razão para dizer que o afastamento de Dilma por 180 dias seja ilegal.   

Mercosul - Assim como Macri, Serra defende a "flexibilização" do Mercosul. O chanceler disse, em coletiva de imprensa, que é preciso, com a negociação das regras, concretizar acordos bilaterais.   

"Nossa estratégia é a de criar mecanismos que agilizem, facilitem e flexibilizem a possibilidade de negociação com terceiros", defendeu o tucano.   

Serra inda disse que a negociações por um tratado entre o Mercosul e a União Europeia (UE), paralisadas, são cruciais.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos