Autoridades abrem ação para investigar danos de terremoto

ASCOLI PICENO, 27 AGO (ANSA) - A Procuradoria de Ascoli Piceno, capital da região de Marcas, abriu uma investigação formal sobre o terremoto que atingiu diversas cidades da região, informaram autoridades neste sábado (27).   

O pedido foi feito com base no capítulo 45 da lei italiana, que são atos que não caracterizam crimes, para identificar danos e possíveis problemas que causaram a morte de cidadãos locais.   

O primeiro ato será identificar os cadáveres e identificar em quais locais eles estavam no momento em que as equipes de socorristas os encontraram.   

Com base nesses dados, será possível apontar possíveis responsabilidades relativas às construções ou ao consolidamento sísmico das residências. Isso porque, algumas das casas que caíram, já haviam sido danificadas por outro terremoto ocorrido em 1997. Com essas informações, serão anunciados os novos procedimentos do caso.   

A decisão de Ascoli Piceno segue a medida anunciada pelo procuradores da província de Rieti. Porém, no caso dessa investigação, já há a previsão de punição legal à possíveis envolvidos na construção das casas ou no sistema de prevenção ao desastre. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos