Pizzas preferidas dos italianos variam de norte a sul

ROMA, 30 AGO (ANSA) - Considerada um símbolo da gastronomia da Itália, a pizza é o prato preferido dos habitantes do país. Em casa ou na praia, com a família ou os amigos, o consumo da "redonda" é universal, mas a preferência de sabores varia em cada região. No norte, os homens preferem as pizzas de presunto com cogumelos, enquanto que em Nápoles a favorita é a de mussarela de búfala. Já as mulheres, sempre à procura do corpo perfeito, gostam mais das vegetarianas. Segundo pesquisa realizada pela empresa Buitoni com mais de 4 mil italianos com idades entre 18 e 65 anos, os sabores preferidos em cada região: no norte, de presunto e cogumelos (89%) e a clássica margherita (87%); no sul, mussarela (82%), marinara (71%) e atum e cebola (64%).   


No entanto, entre as mulheres a preferida é a pizza norma, com maçãs e ricota salgada, com 67%, seguida pela de frutos do mar, com 59%, e de tomate cereja, alcaparras e azeitonas, com 45%.   


Os dados, verificados pela Web Opinion Analysis (WOA), foram recolhidos através de um monitoramento online nas principais redes sociais, blogs, fóruns e comunidades dedicadas à comida italiana, principalmente à pizza.   


Além de símbolo culinário, a pizza é considerada por 52% dos italianos como "símbolo de socialização e compartilhamento" e por 45% como "um prato forte da cozinha nacional". "A tradição desse prato nasceu na rua, um lugar popular. Um verdadeiro microcosmo, com valores e simbologias importantes para nós italianos, para quem a pizza é um símbolo e uma síntese", afirma a antropóloga alimentar Lucia Galasso.   


Com o crescimento da busca por alimentação saudável, as pizzarias estão cada vez mais acrescentando aos cardápios opções leves e naturais. Em Roma, por exemplo, foi recuperada a tradicional da "pinsa", uma pizza mais leve e de fácil digestão.   


"A pizza evoluiu, os ingredientes que se usa a enriquece e a torna fascinante para todos os nossos sentidos. É um prato que desafia todas as estações, renovando sua ligação profunda com a nossa tradição e nossa identidade cultural", completou Galasso.   


De acordo com a consultoria italiana Doxa, o mercado da pizza movimenta "números astronômicos". 56 milhões de redondas são vendidas por semana, com uma arrecadação de cerca de US$ 3 bilhões por ano, sendo uma boa parte por meio do consumo de congelados.   


O tipo de forno também desempenha um papel muito importante no resultado final da produção de pizzas. Os mais populares são os artesanais, com tijolos e grandes cúpulas, uma tendência entre os napolitanos.   


Mas afinal, qual é o melhor dia para saborear uma pizza? Oito italianos em cada 10 preferem fazer a refeição durante o fim de semana: 32%, no sábado; 25%, no domingo; e 22%, às sextas-feiras. No entanto, no verão, durante os dias de semana, especialmente nos feriados, também sobe o consumo das amadas pizzas. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos