Itália expulsa tunisiano que planejava atentados

ROMA, 29 DEZ (ANSA) - A Itália expulsou nesta quinta-feira (29) um cidadão tunisiano de 23 anos que estaria planejando atentados terroristas no país.   

O jovem, identificado como Bendhiab Nasreddin, residia em Edolo, a poucos quilômetros da fronteira com a Suíça, e fez propaganda do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) na internet.   

Segundo o Ministério do Interior, o tunisiano recebeu em novembro passado "indicações de uma pessoa conhecida para cometer atentados na Itália similares àqueles realizados na França e na Bélgica".   

A península estaria na mira de Nasreddin por fazer parte da coalizão que combate o EI no Oriente Médio e na Líbia. O homem estava na Itália desde 15 de agosto e manifestou "claros indicadores de radicalização".   

Com isso, Roma já expulsou 132 suspeitos de envolvimento com terrorismo desde janeiro de 2015 e 66 apenas em 2016. No entanto, Nasreddin não tinha ligações com o também tunisiano Anis Amri, principal suspeito de assassinar 12 pessoas em um mercado de Natal em Berlim e que foi morto em uma operação policial nos arredores de Milão. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos