Palestina é reconhecida como país-membro da Interpol

TEL AVIV, 27 SET (ANSA) - A Interpol reconheceu oficialmente hoje (27) a Palestina como um Estado-membro da organização internacional policial que atua em 190 países. "O Estado da Palestina e as Ilhas Salomão são, agora, países-membros", anunciou a Interpol no Twitter. Em uma votação durante a conferência-geral da Interpol, que ocorre na China, a Autoridade Nacional Palestina (ANP) foi aceita como Estado-membro da entidade com 75 votos favoráveis, 24 contrários e 34 abstenções. A votação ocorreu em sigilo. A própria ANP tinha movido uma moção para solicitar o status de país da Interpol, mas, até o último minuto, Israel e Estados Unidos tentaram barrá-la. "O apoio de Ramallah ao terrorismo poderia impedir os esforços da Interpol", argumentaram os representantes israelenses, com apoio dos norte-americanos. No ano passado, em outra tentativa de reconhecimento da ANP na Interpol, Israel conseguiu evitar o voto favorável com o mesmo argumento. Já o ministro das Relações Exteriores da ANP, Riyad al Maliki, comemorou a decisão da Interpol. "É uma vitória do nosso povo.   

Uma voto que dá confiança à capacidade da Palestina na aplicação das lei e na adesão aos valores centrais da organização", comentou.   

Com as duas novas adesões, sobe para 192 o número de membros da Organização Internacional de Polícia Criminal. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos