Procuradoria denuncia prefeita de Roma por falso testemunho

ROMA, 28 SET (ANSA) - A Procuradoria de Roma denunciou nesta quinta-feira (28) a prefeita de Roma, Virginia Raggi, por falso testemunho no caso da nomeação de Renato Marra, irmão do ex-chefe do Departamento Pessoal da Prefeitura Raffaele, para um cargo na secretaria de Turismo da capital italiana.   

Segundo os procuradores Paolo Ielo e Francesco Dall'Olio, Raggi mentiu durante um depoimento na sede da Anticorrupção de Roma ao dizer que a nomeação de Renato Marra tinha sido apenas uma orientação sua.   

Conversas encontradas no celular de Raffaelle, preso por corrupção em um caso anterior ao seu mandato na Prefeitura, mostraram que a prefeita combinou até salários para Renato com o seu ex-chefe de Gabinete.   

No entanto, os procuradores pediram o arquivamento da denúncia de abuso de poder na nomeação de Marra por considerar que não há provas desse crime.   

"Soube com satisfação que, após meses de exploração midiática sobre mim e o Movimento Cinco Estrelas, a Procuradoria de Roma decidiu retirar a acusação sobre abuso de poder", escreveu a prefeita em seu Facebook.   

Para o ex-chefe de Secretaria Política Salvatore Romeo foi pedido o arquivamento do caso e para Raffaele foi solicitado um processo por abuso de poder.   

- Ex-prefeitos: Ainda nesta quinta, a Procuradoria de Roma pediu o arquivamento das denúncias contra os ex-prefeitos Gianni Alemanno e Ignazio Marino em um caso sobre procedimentos ilegais em nomeações no Campidoglio. Segundo a denúncia, os dois ex-prefeitos teriam contratado profissionais externos sem concurso e sem abertura de chamada pública. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos